Aniversário da minha cidade

Oi gente, mas Oi Mesmo! Tudo bem? Hoje minha cidade faz aniversário, e resolvi homenageá-la com uma Crônica. Espero que gostem!capa blog parabéns anápolis


Aniversário da minha cidade

Anápolis, há poucas décadas, eu te conheço. Mas você já existe há 110 anos. Confesso que no começo não gostava muito de ti. Pois tu tens ares de interiorana, pequena demais se comparada com as imagens que eu via na TV. Na minha adolescência pensava, você não tem praia, nem aeroporto, nem metrô e os shoppings só chegaram mais tarde, por isso te desprezava.

Porém, do que me proporcionou na infância, não posso reclamar. Lembro do parquinho de areia da Praça Dom Emanuel, que delícia, eu e minhas irmãs rolávamos naquela areia e, no balanço, minha mãe me empurrava tão forte que parecia que eu ia alcançar o céu. Quando tinha dinheiro íamos para a Matinha, um parquinho eletrônico, comprava uns 60 ingressos e eu desafiava meu medo.

Então, cresci e fui embora. Estudei na capital, andei um pouco por aí e, tu podes até não acreditar, senti saudades de ti. Do seu jeito caipira, mas ao mesmo tempo moderno. Dessa cidade, onde a gente ainda conhece o vizinho e consegue ir à padaria a pé. Eu nasci na Base Aérea de Anápolis, meu pai trabalhava lá. A Base foi criada para defender o espaço aéreo do Brasil, mas gozado, nosso inimigo está fincado no solo de Brasília.

Anápolis surgiu, no século XVIII, sob o ímpeto da procura de metais preciosos. Viajantes foram se estabelecendo próximo ao Córrego das Antas. Que nome, “Anta”, coisa de gente que não anda. Apesar do presságio pouco lisonjeiro, a cidade progrediu e, hoje, é populosa, tem PIB gordo e um distrito agroindustrial. De se orgulhar também é o atual polo farmacoquímico, que produz remédio adoidado.

Contudo, entre as indústrias existe uns trilhos que não servem para nada. É que a presidentA veio aqui e disse que a Ferrovia Norte-Sul era um grande marco, a maior empreitada, mas o trem por vários motivos não passa por essas estradas. Mas, não é só essa obra que está abandonada, pois o Centro de Convenções e o Aeroporto de Carga são outros exemplos de estruturas inacabadas, graças aos políticos e gestoras que só ficam na conversa fiada.

A cidade teve um prefeito que mandou pintar os braços dos postes de vermelho e ficou até legal e engraçado. Teve outro que mudou a prefeitura várias vezes de lugar e ia de madrugada para o Posto de Saúde verificar se o servidores realmente trabalhavam. O último que se elegeu disse que vai acabar com o problema da falta de água, mas já se passaram sete meses e até agora nada.

Mas, vamos parar de falar de política, porque esse assunto nunca acaba. Os principais times da cidade são Anapolina e Anápolis, respectivamente, Rubra e Galo. Desculpe-me, caro leitor, não me estender nesse assunto, mas de futebol não entendo nada! E para encerrar os três temas que não se discute, a Padroeira da cidade é Santa Ana, motivo para um feriado. A cidade tem vocação cristã, o que fomenta o turismo religioso e, por isso, por aqui, o carnaval não emplaca.

Mais características: faz frio quase o ano todo. Para sair à noite, procure o bairro Jundiaí. Tem universidade pública com mais de 20 cursos e muitas outras particulares. Em uma das entradas da cidade tem um monumento muito bonito idealizado por um artista plástico da cidade. Em outra entrada, porém, existe uma loja de departamento com uma réplica da estátua da Liberdade, gigantesca, sugerindo paradoxos. A despeito de todos os seus defeitos, não posso reclamar: Anápolis é melhor que muitas outras cidades.


Esse foi apenas um recorte, existem muitas outras coisas que eu poderia dizer, mas a crônica ficaria enorme. E a sua cidade como é? Me conta aqui nos comentários, adoraria saber.

Beijos e até o próximo post, são duas publicações por semana.

Você também vai gostar de O que tem nas calçadas? e Um lugar bom e barato, Caldas Novas

Me siga também nas redes sociais Twitter Danielly Chaves  Facebook Danielly ChavesInstagram Danielly Chaves

Anúncios

12 comentários sobre “Aniversário da minha cidade

  1. Fiquei arrepiada com essa crônica. Porque como você a minha história se constroi no solo dessa terra. Me identifiquei com cada detalhe , porque amo a minha terra natal a nossa querida Anápolis. Parabéns pelo post filha, me orgulho de você 😍😘

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s