Papo aberto com a juventude da década de 90

E aí galera tudo bem?

Não sei se fez parte da sua juventude, mas na década de 90, dois programas marcaram uma geração. O “Programa Livre” e a “Malhação” ajudaram os jovens a entender melhor, a fase que estavam passando.

A galera não tinha acesso a internet, redes sociais, blogs e youtube. Ter informações sobre puberdade e política era difícil. Os mais experientes às vezes comentavam alguma coisa, mas ninguém falava abertamente.

Alguns pais olhavam torto para os programas. Porém, não tem como fugir, os adolescentes têm curiosidade. A Malhação falava sobre puberdade, relacionamento entre amigos e família. O Programa Livre discutia política e sociologia de um jeito fácil que o jovem entendia.

Ambos passavam no finalzinho da tarde em emissoras diferentes. Eu ficava grudada e não perdia um, era entretenimento com informação.

programa livre

Programa Livre

Comandado por Serginho Groisman era transmitido no SBT. Consistia em entrevistas, apresentações de bandas e quadros fixos. A platéia era constituída por estudantes que iam de excursões das mais diversas regiões do país.

Os jovens tinham liberdade de fazer perguntas. Era só levantar a mão, pegar o microfone e o Serginho dizia: “Fala Garoto”. E lá ia a bomba. As perguntas, às vezes, eram cabulosas e sem noção. A platéia e o entrevistado não deixavam por menos e o programa virava uma zombaria.

Os entrevistados eram de primeiríssima qualidade. Artistas nacionais e internacionais, políticos, especialistas, etc. marcavam presença. Assuntos chatos se tornavam divertidos. Pena que durou pouco, apenas nove anos (1991-1999) na direção do Serginho.

malhação

Malhação

Com um elenco constituído por jovens. Malhação iniciou-se em 1995 na TV Globo. Abordando assuntos como primeiro beijo, menstruação, exclusão, soutien, namoro, etc. Era o quê o jovem queria saber.

O elenco era pequeno e com personagens semelhantes a vida real. Tinha a moça do aparelho, o gordinho, o gatinho, o bonzinho, o malvado e a mais linda. Era bom assistir, me identificava bastante.

A novela existe até hoje, porém não assisto mais. Na verdade, eu só vi nos primeiros anos.

Foi uma época boa. O único descontentamento que eu tenho, é de não ter ido ao Programa Livre. Meu sonho era que meu pai me levasse. Mas o programa acabou, antes de irmos.

E você assistiu a estes programas?

Espero que tenha gostado do post.

Até o próximo tchau!!!

Acho que você também pode gostar de Dois caras inteligentes que o mundo perdeu e Retrospectiva de livros 2016

Anúncios

11 comentários sobre “Papo aberto com a juventude da década de 90

  1. Acho que agora tenho a mente mais aberta e certamente iria sentar com vc , para assistir. De vez enquando assisto altas horas. E malhação acompanhei duas temporadas​ completas, bem recentemente. Então sei bem do que vc diz . Bjs sua mamys pra lá de antenada.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Haha adorei a matéria, teve um ótimo programa/mini série durante os anos 90, é o Confissões de adolescentes vi ele reprisado em 2007/2008,pois nasci no final dos anos 90 mas peguei bastante referência à época. Professora, adorei seu blog. Parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Pingback: Os jovens de hoje assistem menos novela | Danielly Chaves

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s